Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Celia Calle


Nunca posso...

21.06.16

... dizer nunca! Entre as muitas modas e manias, há uma que eu sempre afirmei a pés juntos que nunca embarcaria: Zumba! Eita coisa irritante! Tenho inúmeros amigos que a praticam (pode-se dizer praticar?), inundam o Fronhas Book com fotos e eventos daquilo, dizem maravilhas, que é super divertido e perrépéupéu pardais ao ninho, nada nem ninguém conseguiu convencer-me a alinhar naquela espécie de aeróbica com música azeiteira... até que na festa da escola do puto, quando finalmente tivemos a escola por nossa conta para o arraial dos pais e dos filhos que resistiram à estopada das apresentações "artísticas", um grupo juntou-se no campo de jogos a dançar umas coreografias da zumba. Eu que, de mini na mão, encostada à parede da escola, me limitava a observá-los, senti uma vontade súbita de me juntar quando comecei a ouvir isto:

Eh pá, não digam a ninguém que eu senti o meu corpo a mexer-se ao som deste lagar de azeite ao ponto de me juntar ao grupo e dançar até ficar sem fôlego, a verdade é que esta música, não sei explicar porquê, mexeu de tal maneira comigo que até me pôs a ponderar uma inscrição no catano da zumba!

publicado às 07:38


1 comentário

Imagem de perfil

De Fatia Mor a 21.06.2016 às 10:23

Ahahaha! Pensa nisso como um síndrome de expressão aguda que depois passa. Confesso que tentei juntar-me ao zumba uma vez. E bastou-me! Não me dou com aquilo e sou uma pessoa coordenada e com capacidade de memorização para rotinas/esquemas. Mas a verdade, é que entre a qualidade da música (já não tenho ouvido para aquilo) bem como as miúdas, algumas já com idade para serem minhas filhas, a abanarem tops a condizer com sapatilhas na linha da frente, a baterem paletes ao instrutor, arrumaram comigo!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Moi!

foto do autor




Despensa

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D