Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ilustração - Celia Calle


Ainda a propósito do desafio fotográfico da equipa Sapo, “Paisagens de 2017”, e esperando satisfazer a curiosidade do Pedro, vou tentar fazer uma pequena “reportagem” daquele que foi um dia inesquecível na Ponte 25 de Abril. O passeio que me foi proporcionado pela minha chafarica-mor, teve como principal objetivo dar a conhecer a icónica ponte de Lisboa e também o trabalho dos meus colegas que se dedicam à sua manutenção. Foi para mim um enorme privilégio, pelo que serei para sempre grata à minha empresa pela oportunidade única que me deu.

8FF55D30-37BB-4507-83ED-B6F8EA36E0A6.jpeg

Começámos pelo tabuleiro ferroviário, por onde caminhámos até a um dos pilares sul.

0F12023B-7233-4BC9-A219-2DB5BCCA3DE6.jpeg

BEF4E75B-146F-4C04-AC60-6B9093F047C8.jpeg

977A08F8-789E-41AC-9FD4-F8ACDF911791.jpeg

Chegados ao pilar, fomos conhecer-lhe as entranhas. Apesar de nunca ter entrado num submarino fiquei com a sensação de que não será muito diferente disto.

32AE42FD-4885-47B1-B170-4EFE0D9F52FB.jpeg

0801B58D-E403-47A3-AF44-3ABE95CC7E01.jpeg

A6D306DE-1784-46F0-8471-70903D56924A.jpeg

9578905A-94DA-4F8F-A4B3-B0B0DA0DECE6.jpeg

Pode ser um bocado claustrofóbico, mas na verdade tem espaço suficiente para albergar um pequeno elevador no seu interior, que nos levou a um miradouro de nos tirar o fôlego.

CFA838D7-AC53-4783-8D8B-BF9847CD99AC.jpeg

84FC4238-7FD7-4277-B38C-7E96581102D1.jpeg

AF621FDC-F2BD-4776-B96D-D5327D466156.jpeg

B38AFA6E-3276-4EBC-BCCD-66B9D1BC9017.jpeg

821A1957-E868-4074-A55E-D1B6B34A2F65.jpeg

De volta ao interior do pilar, fizémos a viagem até à sapata do pilar.

8A7663B7-BAC0-44C2-8A79-B084F39021C3.jpeg

73F6B1FE-E210-472F-8FA4-AA3060A80F3B.jpeg

31DD9CB6-4670-4D54-AD59-C30D571D5BA6.jpeg

No final, voltámos ao tabuleiro, onde num passadiço que fica entre o tabuleiro rodoviário e o ferroviário, pude tirar aquela que é a minha foto preferida da experiência.

9C8556ED-610B-46DC-9D14-D1A6F57EFA8E.jpeg

Não estando disponível esta visita ao público, recomendo um saltinho ao Pilar 7, não será bem a mesma coisa, mas também vale muito a pena.

publicado às 07:49

Li, algures,...

17.11.17

... que as pessoas do signo peixes são as mais desligadas e parecem viver num mundo à parte. Longe de ter algum transtorno do espectro autista, sempre me questionei de onde é que provinha este meu alheamento, agora já sei, é dos astros. Não sou, de facto, dada a mexericos e coscuvilhices, não fixo os nomes das pessoas que acabo de conhecer, toda a informação que não me diz diretamente respeito é rapidamente esquecida e tendo a não dar a mínima importância àquilo que para mim não passam de minudências mas que deixa a maioria das minhas colegas à beira de um ataque de nervos ou numa excitação efusiva. Por isso, sou muitas vezes apanhada na curva quando me tentam pôr ao corrente das últimas novidades da empresa ou das pessoas ligadas a ela e por não conseguir apanhar o que está para trás, passo sempre uma imagem de tontinha...

F511146D-A1B9-4332-B98F-2BA2410B2CD2.jpeg

O que ainda não percebi é se devo considerar isso um defeito ou uma virtude...

publicado às 07:38

A Tamanca...

26.10.17

... é uma mulher muito trabalhadora! E perguntam vocês, Quarentona, porque é que dizes isso? Ora, porque ontem pude verdadeiramente constatar que a mulher farta-se de trabalhar no depósito de arquivo. Todas as semanas noto o arquivo diferente: caixas mudadas de lugar (para quê avisar-me das mudanças?) e mais caixas para além das existentes (para quê dar-me a conhecer a localização das recém entradas no arquivo?) mas só ontem é que fiquei a saber que faz quilómetros dentro do depósito e por isso transpira imenso. Como? Precisei de um furador e fui buscá-lo à gaveta onde a digníssima o costuma guardar...

7B71849A-6DBA-40D8-A10A-1184CFC27B3D.jpeg

... a querida guarda na gaveta uns chanatos próprios para quem tem que caminhar muito dentro de um serviço e mal abri a dita quase que tombei para o lado com a força do forte aroma a queijo da serra que embateu nas minhas ventas... e olhem que eu sofro de sinusite!

publicado às 07:46

Olhem lá,...

28.07.17

... vocês sabem o que é uma cena boa? Uma cena mesmo boa, mesmo, mesmo, mesmo boa, uma cena boa a sério, boa, boa, boa, boa, a mais boa, a melhor, a melhor boa, mas mesmo, mesmo, mesmo boa? Assim daquelas cenas mesmo boas, daquelas que uma gaja vê e diz: "Eh pá, tão boooommmmm". É que é mesmo uma cena boa, que uma gaja fica tola a apreciar porque é mesmo boa! Sabem o que é? Sabem? Sabem? Sabem? É a Tamanca a enterrar-se forte e feio perante a chefia e eu, sem que tenha contribuído com absolutamente nada para que isso aconteça, a assistir de camarote!

IMG_2363.JPG

publicado às 11:26

Ando tão...

25.07.17

... desmotivada. Começo a achar que aquela cena da depressão pós-férias não é treta e existe mesmo. Não me apetece trabalhar, não me apetece, sobretudo, aturar certas pessoas no trabalho, não me apetece fazer pesquisas, não me apetece puxar pela cabeça, não me apetece passar o dia a olhar para o Excel e para o SIG, só me apetece chorar cada vez que me lembro que só volto a ter férias já em pleno inverno, enchem-se-me os olhos de lágrimas só de olhar para este pedaço de céu...

IMG_2278.JPG

IMG_2281.JPG

IMG_2285.JPG

IMG_2282.JPG

publicado às 08:06

... podia regressar ao trabalho sem ter que levar logo com a Tamanca e as suas merdas! Ontem estive presente numa reunião onde sua excelência achou por bem expôr todo o seu vastíssimo conhecimento na área das Ciências Documentais (que é igual a zero), numa ação clara de "lambe-botismo" às chefias presentes, ciência onde comprovadamente teve a tese de doutoramento aprovada com distinção. E perguntam vocês, e tu Quarentona, o que disseste?

IMG_2322.JPG

Bem... dizer, não disse, mas pensei!

publicado às 07:25

Eu bem digo...

14.06.17

... que a chafarica-mor é fértil em gente muito marada dos cornos da cabeça! Na semana passada tive que partilhar o carro de serviço com um colega muito apressado, tão apressado que mal me deixou tomar café, tive que apanhar as minhas coisas a correr e quase que tive que entrar no carro já em andamento. Não me deixou conduzir porque, dizia ele, tinha que estar em Almada antes das dez da manhã (eram oito e meia) para uma reunião importantíssima, pensei que o melhor seria anotar o dia em que ele conduziu porque o mais provável seria sair-me na rifa uma multa de excesso de velocidade, já que fui eu quem requisitou o carro. Fizemos a A1 sem parar, mas a 120km/h e quando chegámos ao fim da mesma, dizendo que me ia ensinar um caminho novo para chegar a Almada, em vez de sair para o Eixo Norte-Sul seguiu pela Ponte Vasco da Gama... perguntei se não era muito mais longe, disse que sim que era um bocadinho (?), insisti e questionei se ainda assim ganhava-se tempo, respondeu que não mas que preferia aquele caminho por ser mais confortável (?)...

IMG_0752.JPG

.... chegámos ao destino perto das onze horas!

publicado às 07:17

Há muito que...

17.05.17

... ando intrigadíssima sobre o porquê de nunca mais sair da cepa-torta, sou uma gaja trabalhadora, estudei, sou boazinha para toda a gente, ajudo sempre quem precisa de ajuda, não prejudico ninguém, evito dar preocupações e problemas aos que me são próximos (e aos distantes também), enfim, procuro levar uma vida na base do "vive e deixa viver" e não há um caralho de uma justiça divina que me atribua o primeiro prémio do Euromilhões, ou o segundo, vá! Ou então, já que desconfio que estou a pedir demais, quiçá a jogar de menos, já me contentava com um convite para uma candidatura à presidência de um município, não muito pequeno, se faz favor. Mas já percebi, a tia Sunção, Su para os mais íntimos, explicou e muito bem...

IMG_1955.JPG

Bem que o Gajo insiste comigo: "porque é que não vestes um vestido? Um assim com estampa frutada, uns morangos, umas bananas ou até mesmo uns kiwis, ficavas tão mais elegante, tão mais apetecível, mais candidatável..." Mas nããããoooooo... nunca serei candidata a porra nenhuma porque só me sinto bem com calças de ganga e calçado confortável. Ora, o amigo Gonçalo é que sabe, não há melhor indumentária para trabalhar, ele já experimentou tourear de saia travada e viu que não é lá muito prática, e tanto não é para as lides taurinas como para as lides domésticas. Bom, digo eu, o ideal seria usarmos todos burkas, até porque, assim como assim, não teria que olhar para as fuças da Tamanca quando me lança olho gordo...

publicado às 07:36

Bom dia!

12.05.17

Acabadinha de acordar, só me apetece dizer à malta que foi acender uma velinha à Nossa Senhora a pedir para que chova de tal maneira de modo a que aqueles ranhosos que tiveram a sorte de beneficiar da tolerância de ponto não possam ir à praia, que eu também sou contra a tolerância concedida, mas com chuva ou sem chuva, a verdade é que está a saber-me pela vida, oh se está!

IMG_1357.JPG

Obrigada, Papa Francisco, volta sempre que quiseres, sim?

publicado às 11:35

É conhecido...

09.05.17

... o amor que nutro pela Tamanca, não só aqui mas também na chafarica-mor, a chefia já sabe, os colegas já sabem e até a própria já sabe. Já trabalho diretamente com ela há 8 anos e nos primeiros 2/3 anos (enquanto não a conhecia) a coisa até nem correu muito mal, a harmonia azedou no dia em que fui chamada à chefia para "levar nas orelhas" por causa algo que supostamente deveria ter feito e não fiz. Cedo me apercebi que aquilo tinha dedo da criatura, salvou-me o facto de ela não ter tido um pingo de razão naquilo que foi meter no cu transmitir à chefe, apresentada a minha justificação, chegámos à conclusão de que a atrasada tentou enaltecer-se através da denúncia de, achava ela, uma falha minha. Escusado será dizer que a partir daí, a gaja nunca mais me viu os dentes e estou sempre muito atenta a todas as suas movimentações, antecipando-as. Ultimamente, talvez pela mudança de chefe, a tipa anda mais assanhada e para além das rasteiras que inutilmente me tenta pregar, também tem marrado com outros colegas, pelo que têm-me chegado inúmeras queixas e por aí vejo que ela tem andado entretida a colecionar "fãs", por isso quero aqui declarar publicamente que se acontecer alguma coisa à criatura, tipo, aparecer com um braço ao peito ou sem dentes, eu não tenho nada a ver com isso, isto porque os anos de convivência com ela foram...

IMG_1901.JPG

Não preciso de sujar as minhas mãos.

publicado às 07:31


Moi!

foto do autor




Despensa

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D