Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ilustração - Celia Calle


Há dias...

13.04.18

... fui almoçar a um centro comercial, o que é aliás bastante usual, gosto de me torturar a seguir ao almoço quando vou ver tudo aquilo que não posso comprar. Foi num desses passeios de loja em loja que me cruzei com uma antiga colega de liceu que já não via há quase trinta anos, reconheci-a de imediato porque a sua fisionomia não mudou muito e também porque ela foi das colegas com quem melhor me dei, tendo por isso ficado na minha memória. O nosso reencontro não demorou mais do que o tempo que demora duas pessoas, caminhando em direções opostas, se cruzarem e, dizendo um breve “olá”, seguirem a sua vidinha. Eu só a vi nesse exato momento e apercebendo-me que ela não iria parar, respondi ao cumprimento da mesma maneira e também segui caminho. Mas não pude deixar de ficar a pensar na razão que leva uma tipa depois de tantos anos e que foi tão minha amiga não ter parado por cinco minutos para trocar algo mais do que um simples “olá”. Mais ainda, avaliando pela velocidade com que me reconheceu (sim, porque eu mudei imenso nestes 30 anos) percebi que não deu por mim naquele preciso momento, tenho a certeza de que já me estava a topar há imenso tempo. Bom, provavelmente subiu tanto na vida que agora já não priva com a ralé.

3EF13CF5-2F59-42D3-B0D9-516B367A945A.jpeg

É tão triste ser-se pobrezinha... de espírito!

Etiquetas:

publicado às 07:25

Desde que...

09.04.18

... tomou conhecimento da abertura de um café com gatos em Coimbra, que não se calou enquanto não o levei lá...

472D8EA3-F296-46A2-8D38-99842DDF7996.jpeg

2BDAC107-15EE-4E2C-BBF9-B281B5F31C88.jpeg

No fim, disse-me que queria voltar. Perguntei-lhe para quê, se tinha um gato em casa? “Ali os gatos são muito mais meiguinhos”... é oficial, tenho um filho Cat Lover e um Preto dum Cabrão!

publicado às 07:42

Pelos vistos...

04.04.18

... não fui só eu que ouvi nas notícias que quanto mais cedo entregasse a declaração de IRS, mais depressa seria reembolsada, estamos desde anteontem a tentar aceder ao site das finanças e... gri... gri... gri... (juro que ouvi um grilo...)

C42DCB8A-816E-4305-BEBA-0B078BE6B517.jpeg

Estão sempre a avisar-nos para não deixarmos tudo para a última e agora que uma gaja (que até está assim meio a precisar de uma injeção de capital urgente) decide fazer a coisa a tempo, vem um senhor secretário de estado dizer ah e tal, não deixem para a última, mas também não venham já todos a correr... ó porra, vocês decidam-se!

publicado às 08:09

Considero-me...

28.03.18

... uma gaja com alguma inteligência, não tanta quanto desejaria, mas alguma. No entanto, sou uma sumidade da burrice quando o assunto é orientação. Se alguém quiser ver-se livre de mim, é só levar-me para o centro de uma cidade onde nunca tenha estado, onde ninguém fale qualquer língua que eu entenda, sem dinheiro e sem telemóvel, é certinho que nunca mais encontrarei o caminho para voltar. Ora, na semana passada tive mais uma aventura ao volante em Lisboa e mais uma vez, um trajeto em que deveria demorar pouco mais de 10 minutos, levei quase uma hora... o objetivo era ir de Alcântara até ao Estádio José de Alvalade. Como sou alérgica ao GPS, procuro guiar-me pelas placas de orientação (ajuda imenso o facto de ainda conseguir ver muito bem ao longe) e estudo previamente no Google Maps o melhor trajeto para chegar ao meu destino, ainda que muitas vezes fique a olhar para aquilo como um burro para um palácio. De Alcântara até ao Eixo Norte-Sul foi como limpar o cu a meninos, pronto... confesso, faço esse trajeto todas as semanas para voltar para casa. O pior foi depois, sair do Eixo para ir para Campo Grande foi, de facto uma odisseia, desde perder a saída e sair para Entrecampos, ter ido dar uma volta pelo campus universitário e, sem saber como, retomar o Eixo Norte-Sul, atrás da saída para Campo Grande. Ora lá fui outra vez, desta vez com mais atenção... acertei na saída devida e consegui passar por baixo da 2.ª Circular mesmo em frente ao Estádio, mas o Estádio era apenas um ponto de referência porque não era para lá que eu queria ir... depois de duas voltas inteiras em que quase pude contar os azulejos que decoram o ninho dos verduscos, entrei numa zona residencial onde só ia dar a becos sem saída. O que me valeu é que, apesar da minha desorientação natural, nunca me desnorteei, olhei para o mostrador do combustível e como vi que tinha o suficiente para andar às voltas a noite inteira, não paniquei e ainda cheguei a horas de jantar à casa dos meus amigos que me aguardavam.

68B59124-FFAB-42FE-92DB-E9046E115940.jpeg

publicado às 07:47

Afinal,...

26.03.18

... o Dizelbom..., o Disselbim..., o catano do holandês é que tinha razão...

4490CC1C-D406-484A-BDB5-C30BBDBA6D7F.jpeg

... e como se não bastasse, junta-se a este bacanal, o caralho do IMI, mais as putas das obras do condomínio e a puta da ventoinha nova para o chulo do meu carro! Agora a sério, mas porque é que eu não nasci rica?!

publicado às 07:43

... podeis vir afagar-me o ego porque eu, esta madrugada, juntei um quatro aos quarenta, ou seja, tornei-me num estonteante Q4, como o novo modelo da Audi que só será lançado para o ano, porque tal como eu, é muito à frente.

92114E82-46DE-4054-BB67-93C388C5452F.jpeg

Azulinho como não podia deixar de ser. E pronto, por hoje é tudo, estais à vontade para me bajular, vinde e enchei o meu dia de mimos.

publicado às 07:43

Estou tão...

31.01.18

... doente. A sério! Não sou de me queixar e se me queixo é porque a coisa não está nada bem. Há pouco mais de dois anos foi-me diagnosticado sinusite, nunca imaginei que a causa da tosse persistente que me acompanhou durante anos e anos fosse sinusite. Era! E de acordo com o meu otorrino (Deus o conserve cheio de saudinha por muitos e muitos anos), a coisa é controlável sem recorrer à cirurgia (horrível, segundo dizem). Ora, desde que descobri que padecia desta doença, nunca passei por uma crise igual à que estou agora a passar, a sensação de nariz partido, não conseguir manter os olhos abertos, a dor de cabeça e tossir ao ponto de achar que os pulmões me vão sair pela boca a qualquer momento, tudo isto aliado às várias noites que já levo sem dormir como deve ser, está a deixar a minha paciência ao nível de cometer homicídio. Mas o pior de tudo, meus caros, o pior de tudo é...

09A4B36D-059E-4DE7-8EB3-A897971BC622.jpeg

publicado às 07:39

Mais uma...

18.01.18

... passagem de ano e mais uma resolução adiada. Ando há anos a tentar mentalizar-me que tenho que me mexer mais, sempre que se aproxima o final de cada ano, digo para os meus botões, zíperes, velcros e demais sistemas de retenção de banhas, que é a partir do ano seguinte que começo a correr (blhaaaaccc...), inscrevo-me num ginásio (eeeerrrr...) ou simplesmente volto às braçadas que tanto adoro! Uma gaita que a merda dos inícios de ano são sempre no inverno e o frio tira-me a tusa toda por qualquer piscina, por mais maravilhosa que seja.

5814FAA2-C22A-4727-A66F-404DB81C4DC7.jpeg

publicado às 07:43

E agora...

17.01.18

... assim à bruta! É que às vezes é preciso usar linguagem menos politicamente correta para abrir os olhos das pessoas que acham que se aprende a educar uma criança, através daquele triste espectáculo televisivo, como quem aprende a fazer pão-de-ló com a saudosa Filipa Vacondeus. E que vêem ali a solução para todas as crianças que não se sabem comportar como pequenos adultos, porque lá está, os adultos não souberam ensiná-las, porque se comportam e pensam como crianças grandes. O Bruno diz tudo o que penso sobre esta nova pedagogia da Marvel, ou do circo Chen, sei lá!

E com isto, dou por encerrado aqui o assunto e volto às tretas, porque isto é coisa para me esfrangalhar os nervos!

publicado às 07:37

... Quarentona, o que te apraz dizer sobre a fresquíssima polémica que está a animar a indignação nacional? Bem, se por um lado acho a exposição da humilhação infantil completamente desnecessária e contraproducente (nem quero imaginar a chacota de que a miúda foi alvo na sua escola, já que o meu filho comentou que na escola dele os colegas não se cansaram de gozar com a situação...), por outro lado, a personagem SuperNanny é o novo “homem do saco” que funciona na perfeição com o puto: “se não fazes já o que te estou a mandar, chamo a SuperNanny!” É trigo limpo, farinha Amparo!

C588B3AB-914C-461C-B278-CBC9950671B6.jpeg

Sim, eu sei, de acordo com o que a fulana advoga, isto é muito pouco pedagógico, mas lá está, a humilhação pública também é e ela não tem problema nenhum com isso...

publicado às 07:45


Moi!

foto do autor




Despensa

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D