Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ilustração - Celia Calle


Lembram-se de...

09.02.18

... vos ter falado de umas companheiras porreiraças que me acompanharam durante anos, tanto no trabalho como no lazer, que foram comigo a noitadas, festivais e de férias nas mais variadas viagens? Lembram-se de vos ter dito que me custou horrores ter que me despedir delas? Estou a falar de umas bacanas muito parecidas com uns botins de equitação, que são das coisas mais práticas e confortáveis que já conheci. Lembram-se também de vos ter dito que comprei umas substitutas? E dizem vocês, “foda-se ó Quarentona, mete aí a merda dos links!” Eu até metia mas não consigo, desculpem lá, sim? Bom, adiante. Então as botinhas mais lindas, novinhas em folha, receberam os meus chispezinhos de Cinderela e o meu irmão siamês que cresce no meu pé direito, o Janjão (também vos falei dele na semana passada, procurem lá), não se apaixonou por elas assim à primeira vista, lá achou que o interior era demasiado acanhado para acomodar o seu belo e desenvolto corpaço e toca de entrar em obras, meteu na cabeça que tinha que fazer uma suite em anexo no catano da bota. Bem, sabem quando moram num 3.º andar de um prédio e o vizinho do rés do chão resolve mandar paredes abaixo com uma retroescavadora? Pois foi um tormento de bater com a cabeça nas paredes! Mas pronto, felizmente as obras terminaram e o Janjão já tem a sua suite com jacuzzi e tudo, sendo que a paz e a harmonia voltaram finalmente ao condomínio.

C967A533-2113-408D-9F7E-4904E6569DB0.jpeg

É certo que os botins já não estão tão lindos como quando os comprei, mas se o mano Janjão está feliz eu também estou.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:27

Lá diz o...

02.02.18

... povão: “quanto mais te abaixas, mais se te vê o rabo”, isto é bem verdade, posso atestar. Se há coisa que me incomoda no meu trabalho é não conseguir, por estar fora do meu alcance, dar resposta ao que me é pedido. Dou voltas de cadela, esfalfo-me toda com grande sacrifício pessoal para tentar satisfazer as necessidades dos meus colegas e eles sabem disso, por isso não sei porque carga de água tinha agora que me sair na rifa uma colega “madame” a exigir com toda a prepotência que lhe faça o milagre de desencantar aquilo não existe em lado nenhum. Se vocês vissem a maneira como falou para mim, até fiquei sem resposta... Sinto que estou a pagar a fatura de ter sido durante anos uma dócil solícita de sorriso nos lábios.

8FFF0D38-2147-4816-B34C-A4538E16BD72.jpeg

Não foi o povão, mas foi alguém que, há muitos anos num dos meus primeiros empregos, me disse “nunca dês o teu melhor, porque irão sempre exigir ainda mais de ti e aí já não terás mais nada para dar, então serás vista como um fracasso”, aqui a parvinha fez tábua rasa desta recomendação e agora fodeu-se...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:34

Estou tão...

31.01.18

... doente. A sério! Não sou de me queixar e se me queixo é porque a coisa não está nada bem. Há pouco mais de dois anos foi-me diagnosticado sinusite, nunca imaginei que a causa da tosse persistente que me acompanhou durante anos e anos fosse sinusite. Era! E de acordo com o meu otorrino (Deus o conserve cheio de saudinha por muitos e muitos anos), a coisa é controlável sem recorrer à cirurgia (horrível, segundo dizem). Ora, desde que descobri que padecia desta doença, nunca passei por uma crise igual à que estou agora a passar, a sensação de nariz partido, não conseguir manter os olhos abertos, a dor de cabeça e tossir ao ponto de achar que os pulmões me vão sair pela boca a qualquer momento, tudo isto aliado às várias noites que já levo sem dormir como deve ser, está a deixar a minha paciência ao nível de cometer homicídio. Mas o pior de tudo, meus caros, o pior de tudo é...

09A4B36D-059E-4DE7-8EB3-A897971BC622.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:39

E olhem que já não me lembrava da última vez que alguém teve esse atrevimento. Desta vez foi a Happy que se lembrou que eu poderia dar boas respostas às suas perguntas... desculpa, minha querida, mas vou desiludir-te. Então aqui vai:

 

1. Sais de casa sem...?
A última coisa que faço antes de sair de casa é olhar-me ao espelho a checar tudinho. Cabelo, check, brincos, check, calças, check, soutien, check, sapatos, check e só depois saio, assim não me esqueço de nada. Quer dizer, de vez em quando lá tenho que voltar atrás para ir buscar a carteira...


2. Alguma marca de maquilhagem preferida?
Qualquer uma que não se esborrate toda ao fim de meia hora.

 

3. Flor/Planta preferidas?

Flores comestíveis. Já que não posso ter flores em casa porque o Cabrão do Preto atira-se a elas, então que sejam umas que possamos os dois comer.


4. Loja de roupa favorita?
Com a carteira recheada, qualquer uma me serve, sou sincera.


5. Saltos [altos] ou baixos?
Conforto acima de tudo, até porque tenho um irmão siamês no meu pé direito, o Janjão, que não se dá muito bem com calçado desconfortável. Guardam-se os saltos para ocasiões que os exijam.


6. Cor favorita?
Azul, carago! Que raio de pergunta...

 

7. Bebida preferida?
Tinto maduro. Preferencialmente da região do Douro. Também gosto muito de água e chás. Ah, e o sagrado café logo pela manhã.


8. Hidratante favorito?
Óleo de marsápio. Eheheheh... estou a brincar. Normalmente escolho-os pelo cheiro... agora sem qualquer malícia, ok?


9. Pretendes casar?
Já vem tarde essa pergunta, uma vez que brevemente irei fazer 16 anos de casada, mas posso já adiantar que não pretendo voltar a casar, isso é certinho.


10. Irritas-te facilmente?
Depende da altura do mês, naturalmente.


11. Róis as unhas?
Com a preguiça de as cortar à tesourada, costumo dar-lhes um acerto com os dentes, conta como roer?


12. Já desmaiaste?
Não. Mas já estive perto de explodir de raiva...

 

13. Onde estavas há 3 horas?

De cama, com a maior crise de sinusite que alguma vez experimentei, não queiram saber...

 

14. Estás apaixonada?
Sim. Pelo antibiótico que me vai safar desta!


15. Qual foi a última vez que foste a um Centro Comercial?
Há uma semana, quando fui à FNAC encomendar um livro para o puto.


16. Assististe a um filme nos últimos 5 dias? Qual?
Sim, este fim de semana, como estive “de molho” mamei tudo o que passou na tv, não me perguntem os títulos.


17. Como estás vestida agora?
De pijama.


18. Qual foi o último alimento que comeste?
Uma tangerina.


19. Qual o teu animal favorito?
O Jaguar que postei ontem. Brinco, adoro o Cabrão do Preto, embora ele não mereça um pingo do meu amor.


20. Como seriam as tuas férias de sonho?
6 meses no continente asiático, sempre em hotéis de 5 ou mais estrelas, com usufruto de todas as ofertas, SPAs e essas coisadas todas.


21. Quais são os planos para hoje à noite?
Uma noite sossegada, que não durmo há 4 noites.


22. O que estás a ouvir agora?
TSF.


23. Coleccionas alguma coisa?
Tralha, e nem imaginam o quanto eu gostava de não colecionar.


24. Comes fastfood?
Muito raramente, prefiro comida mais consistente.


25. Qual o teu pior defeito?
Sou uma preguiçosa, sem emenda.

 

Bom, agora chegou a altura das nomeações... vá, Desconhecida e Carlos, peguem lá que eu sei que vocês gostam destas coisas. Não é para agradecer, ok?

387276B0-8E08-4DA8-9777-BF1285F55C2C.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:44

Não sei...

29.01.18

... se já vos tinha dito que gosto muito de animais, de todas as espécies, com pelo ou com escamas, com asas ou com barbatanas, bípedes ou quadrúpedes, de sangue quente ou frio, enfim, tudo o que mexe, basicamente. Mas tenho um fascínio especial por felinos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:32

Nem só de...

24.01.18

... Tamancas vive a chafarica-mor. Faço brevemente 18 anos que lá comecei a trabalhar, e como sou rapariga de trato fácil, não foi difícil criar empatia com os colegas que comigo partilhavam grande parte dos seus dias, contudo nem todos passaram a barreira que separa o coleguismo da amizade. Ora, no meio de tantos colegas, há duas Gajas que desde cedo se revelaram especiais e depressa foram promovidas a amigas, chegámos inclusive a partilhar uma sala durante meia dúzia de anos e garanto que esses foram os melhores anos que passei naquela chafarica. Anos, que depois das mil e uma restruturações que aquela porra já sofreu, dificilmente voltarão. Hoje os nossos postos de trabalho distam apenas algumas dezenas de metros, separando-nos duas grandes portas que conjuntamente com os afazeres, as preocupações do dia-a-dia e as minhas constantes deslocações pelo país me impedem de as visualizar as vezes que desejaria. Das poucas vezes em que nos cruzamos no hall de entrada, na casa de banho, na sala do café ou nas respetivas salas, a conversa é invariavelmente a mesma...

C040DA79-CE60-4F21-B8FA-567E4712B081.jpeg

Ontem foi o dia, tal como nos bons velhos tempos, fomos as três almoçar ao nosso tasco preferido, o Zé Manel dos Ossos que eu já recomendei aqui, o que sobrou foi isto...

EEED6BD7-D3D2-4B74-933B-DE4DE98B154D.jpeg

... três corações cheios e uma valente barrigada de gargalhadas. Ficou selado o compromisso de repetir todos os meses porque a puta da vida é tão fugaz e traiçoeira e a nossa amizade merece ser comemorada regularmente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:45

Mais uma...

18.01.18

... passagem de ano e mais uma resolução adiada. Ando há anos a tentar mentalizar-me que tenho que me mexer mais, sempre que se aproxima o final de cada ano, digo para os meus botões, zíperes, velcros e demais sistemas de retenção de banhas, que é a partir do ano seguinte que começo a correr (blhaaaaccc...), inscrevo-me num ginásio (eeeerrrr...) ou simplesmente volto às braçadas que tanto adoro! Uma gaita que a merda dos inícios de ano são sempre no inverno e o frio tira-me a tusa toda por qualquer piscina, por mais maravilhosa que seja.

5814FAA2-C22A-4727-A66F-404DB81C4DC7.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:43

Acabadas as...

12.01.18

... Festas, chegou o momento que mais ansiei: desmontar a árvore de Natal e arrumar a tralha toda. Já é conhecida a minha aversão ao Natal, mas por esta altura do ano era muito comum a decoração natalícia se manter intacta por pura preguiça, cheguei inclusive a levar a árvore por desmontar para a garagem onde ficou o ano inteiro tal e qual como tinha sido decorada e no Natal seguinte foi só pegar nela e voltar a trazê-la para cima. Este ano, no dia imediatamente a seguir ao dia dos Reis, num momento a sós e com a maior das descontrações, retirei toda a decoração e digo-vos, talvez por este Natal em concreto me tenha sido ainda mais odioso devido à razão que já conhecem, a cada enfeite que guardava, sentia uma sensação de alívio e paz, senti verdadeiro prazer. Já passou e daqui por 11 meses repetirei o ritual...

5381438B-DE15-492F-855D-10C75FA4625F.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:19

... me fui embora! Podem voltar a guardar as garrafas de espumante porque não se vão ver livres de mim tão depresssa. Quer dizer, talvez tenham que levar comigo só até ao final de este ano. Estive a ouvir o Paulo Cardoso, aquele grande estudioso de uma ciência que não devemos negar por desconhecimento, e ele diz que 2018 é o ano em que os nativos de Peixes vão estar em maré alta de sorte, pelo que vou aproveitar e jogar todas as semanas no Euromilhões, é este ano que me vou tornar ainda mais excêntrica!

D784D16A-6A18-44F2-AC5F-E94A7A32B14C.jpeg

Vocês estão-se praí a rir, mas a verdade é que esta semana já me saiu um prémio de 4 euros e 23 cêntimos, é claramente um sinal dos astros!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:42

Cumpri com...

04.01.18

... quase todos os rituais de chamamento da sorte para o novo ano, estreei a bela cueca azul, meti uma nota de 50€ no bolso, subi a uma cadeira, comi as doze passas de uva, brindei com espumante e bati com os testos de tachos à janela. Cumpri com as tretas todas que me lembrei e ainda assim, ontem no 2.º dia após as férias, quase que tive que desembolsar para pagar a um serralheiro para vir abrir a porta do depósito de arquivo que fechei com as chaves metida na fechadura do lado de dentro... ao ver a minha vida a andar para trás, comecei a pensar que devia deixar de fazer as figurinhas tristes que a superstição me obriga...

20293D78-51B9-4AC7-B6C3-0603CFCFF060.jpeg

... ou talvez não, porque em pouco tempo, um colega habilidoso despachou a coisa com um pequeno canivete. Ainda não foi desta que deixei de acreditar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:59


Moi!

foto do autor




Despensa

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D