Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Celia Calle


... saber quem foi o filho da... o sacana que me ouviu dizer que tenho a carta há mais de vinte anos limpinha de multas de excesso de velocidade... ainda estou a digerir as duas notificações que me chegaram a semana passada... duas, senhores... DUAS!

IMG_2384.PNG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:22


25 comentários

Imagem de perfil

De Sofia a 07.08.2017 às 08:47

Ahahaa, este GNR é muito discreto!
Ao, menos lembras-te onde foi?
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.08.2017 às 08:06

E os radares? Tão discretos que se tornam invisíveis...
Sei, foi a A1, zona de Leiria...
Imagem de perfil

De Happy a 07.08.2017 às 18:43

Andaste a carregar no pedal??
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.08.2017 às 08:07

Nem mais, nem menos do que carrego há mais de 8 anos, todas as semanas na mesma estrada. É isto que me dana!
Imagem de perfil

De HD a 07.08.2017 às 19:01

Uma sacanagem pura!!!
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.08.2017 às 08:08

Não tenhas dúvidas nenhumas que é.
Imagem de perfil

De Corvo a 07.08.2017 às 19:13

Não é grave e por mim está absolvida.
Desde que à falta de travões não escolha um grupo de crianças, e adultos, para parar o carro. :)))
Se é que me faço entender.
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.08.2017 às 08:12

Na auto-estrada não há esse problema, não vejo por lá grupos de pessoas, só railles.
(Por acaso, gostava de ver o que qualquer um de nós faria se estivesse aos comandos daquela aeronave, sempre queria saber quantos de nós seria merecedor da palavra mártir na lápide...)
Imagem de perfil

De Corvo a 08.08.2017 às 09:09

O que qualquer um faria, não sei: o que eu faria sei seguramente.
Entre mártir e assassino não optaria seguramente pela segunda.
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.08.2017 às 12:24

Entre as inúmeras coisas que gostaria de possuir, certezas na vida vêm logo a seguir a ganhar o Euromilhões ;))))
Imagem de perfil

De Corvo a 08.08.2017 às 13:13

Cara Catarina. Incertezas só aquelas que a vida nos proporciona. Sobre mim, o que sou, o que fui e aquilo que sempre serei, não tenho nenhumas.
Nunca, mas é que nunca mesmo deveria a minha vida sacrificando inocentes. Aliás, e não é obrigada a acreditar, muitas vezes no meu conturbado passado, coloquei sempre a vida dos outros à frente da minha.
Como já uma vez disse algures, respeitando, ainda que por vezes não concorde, a lei dos homens cinjo-me mais pela de Deus, ou seja, pela minha consciência.
Viver até onde Deus quiser, mas não à custa do sacrifício de inocentes.
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.08.2017 às 14:47

Claro que sim, meu querido Corvo. Mas cada um percepciona a vida e a forma como a vive de acordo com as suas experiências, naturalmente que, no seu caso, que viveu por exemplo a guerra do Ultramar, já está habituado a oferecer a vida pelo outros (no caso, a Nação), no meu caso, só daria a vida pelo meu filho que ainda precisa de mim e também por isso teria a dúvida se aterraria com a certeza que sobreviveria ou se amaria na dúvida de lhe poder faltar... obviamente que lamento profundamente as vidas que se perderam, mas ninguém pode condenar o instinto de sobrevivência e questionar os motivos que o acionam, penso eu de quê...
Imagem de perfil

De Corvo a 08.08.2017 às 16:09

Quando o instinto de sobrevivência de um se impõe pela extinção de outros, deixa de o ser e passa a assassínio.
Se de um lado estivesse um vulcão e do outro gente, ainda me mereceria, provavelmente, alguma meditação.
Penso eu ainda mais de quê...:))
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.08.2017 às 18:30

Lamento discordar, mas não creio que seja tão linear assim, mas eu não tenho brevet, não sou juíza e muito menos Deus para julgar a decisão do desgraçado que já terá como pena vitalícia o peso da culpa daquelas duas mortes... é que mesmo que calcemos os mesmos sapatos, pelo menos uma vez na vida, nunca saberemos o que terá passado na cabeça de outrem na mesma circunstância e quais os sentimentos que o levaram a decidir de determinada maneira. De qualquer forma, se for efetivamente provado que ele teve nas suas mãos evitar aquelas mortes e não o fez, então que seja julgado e condenado por isso.
Não obstante, é sempre um prazer "esgrimir" opiniões consigo, caríssimo :))))
Imagem de perfil

De Corvo a 08.08.2017 às 19:23

Olhe, Catarina: sabe o que realmente penso?
Que assim como os pilotos dos grandes aviões que transportam gente entre continentes são minuciosamente escrutinados sobre as suas condições mentais, também um simples patego que decide tirar o brevet o deveria ser.
É que a não ser, nunca se sabe o maluco que nos sobrevoa as cabeças.
Penso eu de quê e por quê...
:)))
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.08.2017 às 19:35

Sabe qual a semelhança entre os dois? São humanos e logo falíveis. É que se formos por aí, deveríamos exigir atestados psiquiátricos e psicológicos a todos quantos exercem profissões que envolvem riscos para as vidas dos outros, e olhe que são inúmeros, médicos, engenheiros, até um simples barbeiro pode, sem querer, cortar-lhe a jugular.
Além do mais, o que me diz daquele piloto de uma companhia de aviação alemã, salvo erro, que resolveu suicidar-se contra uma montanha e levou consigo tantas dezenas de almas, não fora ele sujeito a esse escrutínio?
E que mal lhe pergunte, não era o instrutor que pilotava a avioneta? Pelo que ouvi nas notícias, já tinha milhares de horas de voo, não ficou patego de um momento para o outro, mas posso estar enganada...
Penso eu de quê e para quê... :))))
Imagem de perfil

De Corvo a 08.08.2017 às 22:30

Ná ná não! Catarina. Esses argumentos para cima do Corvo não pegam.
Ora vamos lá ver.
"São humanos e logo falíveis". Ou por outra: errar é humano.
É humano errar numa situação de, por exemplo:tentar construir ou modificar algo e falhar, tipo Jesus a tentar um Sporting que se veja, ou ainda melhor. Chegar a Catarina ao seu trabalho, deparar-se com resmas de papelada, olhar para todos os lados, não ver ninguém e despachar a coisa para para cima da secretária da sua colega, que por azar dela foi tomar café, mas a Tamanca estava de atalaia e foi denunciá-la ao chefe.
A Catarina errou porque não se lembrou dela e devia ter-se lembrado. Foi um erro humano.
Um barbeiro pode cortar a jugular a um cliente, mas a menos que tenha a certeza de que é esse cliente que lhe desencaminha a periquita, não o faz porque dará má fama à barbearia com a consequente perda de clientes.
O piloto que espatifou o avião contra uma montanha no prosaico intuito de se suicidar, não me vai dizer que não sabe, primeiro que para morrer basta estar vivo, e segundo para endoidar basta estar lúcido.
Além de que, é do conhecimento mundial que a melhor maneira de pôr um gajo maluco são as cenas parvas de uma gaja.
Como vê, tudo rebatido e explicado.
Portanto, havia mar e havia gente. Ele optou pela gente.
Tenha uma excelente noite e quando for à praia, não se esqueça de olhar para cima, permanentemente :)))
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.08.2017 às 22:55

Ahahahahahah :D
Nisso tudo, só tenho duas coisas a dizer:
1º - A Catarina nunca despacha papelada para cima da secretária da colega e, se calhar, é esse o erro dela.
2º - Também há mulheres à beira de um ataque de nervos por causa das cenas parvas dos gajos.
Muito boa noite e obrigada pelo conselho, tê-lo-ei sempre em consideração ;))))
Sem imagem de perfil

De Cidália Ferreira a 07.08.2017 às 21:38

Esse parece gato escondido com o rabo de fora. Lool
Lamento!

Beijo de boa noite.
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.08.2017 às 08:13

Rabo e barriga :D
Beijinhos, Cidália :)))))
Sem imagem de perfil

De Francisco o Pensador a 07.08.2017 às 21:59

Se as multas chegaram a casa, pelo menos não ficou com a carta apreendida e isso sim seria mau porque teria que desembolsar dinheiro para recuperá-la. Reclame a multa por escrito (acho que a lei concede um prazo para isso), nem que seja para dizer uma parvoíce qualquer, que não se lembra de passar por aquela rua ou coisa assim, aquilo vai ir depois para uma gaveta qualquer onde acabará por ser esquecida porque ninguém lê as reclamações dos portugueses e ao fim de 2 anos a divida prescreve... :)
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.08.2017 às 08:16

Foi no carro de serviço, em trabalho na A1, já me identifiquei (não tinha outra hipótese) e agora é rezar para que não me voltem a escrever.
A infração é leve, mas pesada na carteira...
Sem imagem de perfil

De Goti a 08.08.2017 às 11:13

...tu a fazer um esforço danado para não comprares aquelas sandálias que tanto te arregalam os olhos e pimba, vai para a multa, não se faz.
Abracinho
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.08.2017 às 12:25

Já viste? É capaz de ser a pior forma de gastar dinheiro, logo a seguir às despesas na farmácia :P
Beijoca 😘

Comentar






Despensa

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D