Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ilustração - Celia Calle


... inqualificáveis acontecimentos de ontem, deixo aqui um texto que escrevi há uns anos e que descreve a minha posição sobre o assunto:

"Recebi por mail um vídeo deveras perturbador... mais, revoltante e angustiante!!! Era de tal forma, que se eu tivesse alguma coisa no estômago acho que tinha vindo tudo fora... levantei-me da minha secretária e, toda a tremer, fui chorar para a casa-de-banho! Não coloco aqui o link (embora mereça ser divulgado para que ninguém diga que nunca viu e como tal não existe!) por achar que este não é o local apropriado!

Resumidamente, o local da filmagem é num país qualquer de cultura muçulmana e mostra uma jovem mulher na casa dos 20 anos a ser violentamente pontapeada por vários homens. Mais de 30 homens rodeiam-na a assistir e a participar no "espectáculo", alguns registam o acontecimento nos telemóveis... ela já com a cara toda ensanguentada está no chão em posição fetal e mal se mexe... arrancam-lhe a saia que traz vestida e fica apenas com a roupa interior da cintura para baixo, já se veêm os hematomas de um tamanho descomunal na zona da barriga e das pernas... até que um dos homens deixa cair sobre a sua cabeça um pedragulho do tamanho de um tijolo... volta a apanhá-lo e nota-se, pelo esforço que faz ao levantá-lo, que é muito pesado... deixa-o cair novamente e no chão em redor da cabeça da rapariga começa a formar-se uma poça de sangue... o meu pensamento foi "acabou-se o teu sofrimento, linda..."

O texto que introduz o vídeo diz que esta rapariga está a ser castigada por um crime: o de cumprimentar um homem que não é da sua família... não sei se seria esse o "pecado" ou não e isso não interessa absolutamente nada... aquela rapariga podia ser eu... podia ser uma filha minha... uma mãe... uma irmã... uma amiga...

A humanidade é atingida por muitas doenças mortais, algumas provocam imenso sofrimento às vítimas e às suas famílas... mas acho que a maior epidemia que grassa por este mundo fora é a ESTUPIDEZ (nas suas mais variadas formas!)... essa é a que mais mortes e sofrimento provoca em todo o mundo!!! E, infelizmente, ainda ninguém descobriu a cura!!!! Na minha opinião, é nalgumas culturas muçulmanas, que a estupidez atinge valores mais elevados, mas não é de todo exclusiva dessas culturas... ela está em todo o lado!!!

Acho que mais importante do que vacinar os nossos filhos contra a tuberculose, hepatite, meningite e demais doenças, é vaciná-los contra a estupidez! E como se faz isso? Da minha parte, injecto no meu filho doses frequentes de AMOR, CARINHO e sobretudo RESPEITO... respeito por ele, pelos que o rodeiam, por mim própria e pelo próximo! Sim, porque não vale a pena ensinar o respeito se não dermos o exemplo!

Posso estar errada, pode não resultar, mas espero sinceramente que seja no respeito que esteja a cura para a estupidez!!!!

Quanto à rapariga... acho, francamente, que está muito melhor agora..."

E não me venham cá com tretas que temos que respeitar a religião, a cultura, a tradição ou o caralho que os fodam, porque é-me completamente impossível ter qualquer respeito por esta merda!!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:22


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Savage a 08.01.2015 às 11:47

Concordo a 100% contigo!!!
O que aconteceu ontem em Paris, o que acontece todos os dias em todo o mundo, porque eles reproduzem-se como baratas, devia ser SEVERAMENTE punido.
Peço a pena de morte para estes selvagens, que matam a seu belo prazer em nome de um Deus que eu duvido muito que acreditem. São cobardes que se escondem atrás de uma religião, de um Deus menor...
Desrespeitam uma raça... porque nem todos os muçulmanos são assim.
Obrigam-nos a odiar quem muitas vezes não tem culpa de nada...
Neste momento nem sei descrever o que sinto.. Soube por familiares que Paris acordou diferente, a cidade acordou assustada, vizinhos com medo dos vizinhos, a polícia tomou conta das ruas.. A França foi o país que mais acolheu essas bestas!!! São SÓ 6/7% da população. Bandidos... cospem no prato que os alimentou...
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.01.2015 às 17:56

Eu acho que este "fenómeno" é difícil de combater, quando se está disposto a morrer...
São doidinhos da cabeça, e nada é pior do que a loucura usada para fazer o mal...
Imagem de perfil

De opinandomais a 08.01.2015 às 11:55

Sinais dos tempos!
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.01.2015 às 17:59

Esta violência sempre existiu, na Idade Média então foi onde se verificou uma maior incidência! Não creio que existam soluções milagrosas para combater isto, e ainda por cima, nos tempos que correm, qualquer reação mais violenta contra estes animais, é severamente criticável e condenável...
Imagem de perfil

De opinandomais a 08.01.2015 às 18:29

Referia-me a isso mesmo, hoje estes actos, são preparados cirurgicamente como veiculo de comunicação e propaganda, por serem fácilmente divulgados pelos média.
As razões pela qual se batem, que eu não alcanço, não justificam tamanha barbarie.
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.01.2015 às 18:32

A solução passaria pela não divulgação destes acontecimentos?
Penso muitas vezes nisso, parece que o que lhes dá mais gozo é a propaganda à volta disto tudo!
Imagem de perfil

De opinandomais a 08.01.2015 às 18:54

É a importância do impacto que estas acções geram sem dúvida, se este atentado se passasse no Burkina Faso, o impacto era bem mais pequeno e não dava mais de 30 segundos em qualquer estação dos paises ditos desenvolvidos.
As razões que estão por detrás destas acções, estão fora da compreensão do comum dos cidadãos.
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.01.2015 às 18:57

Completamente de acordo! É o desaire total...
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 08.01.2015 às 12:17

"tradição ou o caralho que os fodam", sem dúvida.
Estas atitudes cruéis, infelizmente, existem por todo o lado, seja nos países civilizados, seja nos mais retrógrados.
O respeito e os valores estão em decadência.
Imagem de perfil

De Quarentona a 08.01.2015 às 18:00

Estão mortos! Sou uma pessimista em relação a este assunto...

Comentar






Despensa

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D